sábado, novembro 17, 2007

Vi, mas não enxerguei

Você assiste uma propaganda na TV e vê tudo, certo? Errado! O número de propagandas com mensagem subliminar vem crescendo a cada dia e não existe uma fiscalização eficaz que controle isso.

Originalmente, mensagens subliminares são aquelas informações que não podem ser captadas pelos sentidos humanos, por estarem abaixo do limiar (a menor sensação detectável conscientimente). Essas informações são captadas de forma inconsciente e armazenadas no subconsciente do individuo. Segundo a hipótese, o subconsciente é capaz de perceber, interpretar e guardar uma quantidade muito maior de dados que o consciente. Hoje é considerada como subliminar a mensagem subentendida, que possui uma informação que não é expressa de forma imediata, tendo seu significado implícito. Ela pode ser percebida diretamente por dedução, associação ou análise de contexto. Como exemplo, imagens que possuem pouco tempo de exibição, o que não permite uma consciente captação, ou sons baixo demais para serem identificados claramente. Dados que passariam despercebidos pela mente consciente seriam na verdade interpretados e guardados.

Quanto às leis, a mensagem subliminar na propaganda não é citada diretamente na constituição brasileira. No entanto a legislação diz que o uso desse tipo de artifício fere o artigo 20 do Código de Ética dos Publicitários, que afirma que todas as mensagens devem ser ostensivas e assumidas (explícitas) e o Código de Defesa do Consumidor que proíbe anúncios disfarçados, dissimulados. Diretamente extraído do artigo 36: A publicidade deve ser veiculada de tal forma que o consumidor, fácil e imediatamente, a identifique como tal.

Existem algumas denúncias de mensagem subliminar, como o que atingiu o filme infantil Madagascar.O juiz Alexandre Morais da Rosa, da Vara da Infância e da Juventude de Joinville, município da região norte de Santa Catarina, proibiu a exibição do desenho animado nos cinemas da cidade, pois detectou uma referência ao uso de drogas, principalmente o ecstasy, na fala de um dos personagens, que reclama a falta de “balinhas” numa rave (bala é uma gíria que se refere a esse tipo de droga). Madagascar recebeu classificação Censura Livre, pelo Ministério da Justiça.

Na propaganda existe o caso do comercial da Skol, intitulado ‘Cinco anos na roda’. Esse VT é formado por uma seqüência de fotos de três amigos em várias situações num bar e com a skol. Numa dessas fotos, aparecem imagens de mulheres nuas, levando para o apelo sexual explícito (aproximadamente nos segundos 7 e 25 do vídeo).


Um outro caso ainda em discussão é o filme da campanha de sustentabilidade do Banco do Brasil, onde diz que é preciso ‘Decidir pelo 3’, bastam 3 atitudes por dia pensando na sustentabilidade do planeta. E a palavra ‘decidir’ e o ‘3’ é bem explorado, o que dizem que é uma alusão os terceiro mandato de Lula. No final do vídeo, inclusive, aprece ‘2+1=3’ e é um filme que tem o apoio do Governo Federal. Curioso, não?




Por: Lica Ornelas

3 comentários:

CresceNet disse...

Oi, achei seu blog pelo google está bem interessante gostei desse post. Gostaria de falar sobre o CresceNet. O CresceNet é um provedor de internet discada que remunera seus usuários pelo tempo conectado. Exatamente isso que você leu, estão pagando para você conectar. O provedor paga 20 centavos por hora de conexão discada com ligação local para mais de 2100 cidades do Brasil. O CresceNet tem um acelerador de conexão, que deixa sua conexão até 10 vezes mais rápida. Quem utiliza banda larga pode lucrar também, basta se cadastrar no CresceNet e quando for dormir conectar por discada, é possível pagar a ADSL só com o dinheiro da discada. Nos horários de minuto único o gasto com telefone é mínimo e a remuneração do CresceNet generosa. Se você quiser linkar o Cresce.Net(www.provedorcrescenet.com) no seu blog eu ficaria agradecido, até mais e sucesso. If is possible add the CresceNet(www.provedorcrescenet.com) in your blogroll, I thank. Good bye friend.

Gladson Amaral disse...

Ô lica, voce escreveu tanta coisa que nem me imaginei lendo tudo isso, mas deve ter sido algo realmente interessante. Quando eu tiver um tempão livre eu leio. E é provável também que vc nem leia esse meu comentário. E quanto a essas propagandas em forma de comentário eu acho tosco viu...

Clarissa Mattos disse...

ahh namoral...não sou totalmente contra mensagens subliminares não e o que eu acho é que tem pessoas (não tô falando de lica não) que ficam noiadas com isso, procurando mensagem subliminar em tudo! acho nada a ver isso e na boa...não achei aquele 3 alusão a nada..e o 2 + 1 = 3 no final é por causa da frase de antes "agenda 21" eu acho ou é "agência 21"...